7.10.08

Tosse, chora, estou aqui...


Com o coração e cabeça na lua, eu vi você. Vi você entristecida.
A estrela solitária sempre brilha. Mas tem dias que parecia um led, que tinha a bateria super fraca. Que nada ilumina.
Dói demais ver essa luzinha.
Dor de coração. Independentemente se tenho um histórico familiar cardíaco, não muito favorável.
Algo vinha acontecendo. Não sei ao certo se ela perdeu seu espaço ou se estava perdida no espaço. E há grande diferença nesse comparativo. Ah se há.
Daqui da minha órbita lunar, eu me esforçava para fazer algo. Comprar bateria nova, levar pro conserto, recarregar pilhas, trocar lâmpada, fusil... o que quer que fosse.
Queria poder segurá-la com minhas mãos e ver o que está acontecendo.
Talvez transferir minha energia. Não que ela esteja sobrando.
Tenho mancado, tenho tido câimbras, alguns espasmos e sonos perdidos por falta de energia. Mas o pouco que tinha eu sei que posso doar. Sempre.
Falta de brilho pode ser também sintoma de engasgo. Aliás, de ter algo engasgado e não conseguir tossir e expelir. Isso deve dar mal contato. É, talvez fosse isso.
Tentar tossir pode ser solução. Ou chorar. Dizem que chorar faz bem.
Tirar isso de dentro.
Se precisar de minhas mãos nas costas, para dar tapinhas, ou carinhar, caso você soluce.
Por mais que tossir ou chorar, possa ser difícil vou estar por aqui. Como sempre.

4 comentários:

Leite Moça disse...

puxa, seus textos são bonitos, mas tristes... não consigo evitar de pensar que você tá de pijama, no escuro, comendo alguma coisa enquanto os digita
=D

Leite Moça disse...

hahahahhaa
nutella é muito bom! deu até uma vontadezinha de atacar um pote, ainda mais hoje que tô pra lá de ansiosa hehehehe

pode deixar, passarei mais vezes.

Naty Dezoti disse...

Cof, cof, cof... coffe!!!!!

Beijo n'ocê.

Marcia Paula disse...

Puxa,que bonito isso.Tem gente que tem sorte(paradoxalmente) em tossir.Beijos.

 
BlogBlogs.Com.Br